sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

MIL ANOS DE PAZ E O GLORIOSO FINAL.

"E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe." Apocalipse 21:1.
Muitas pessoas que já aceitaram a maravilhosa promessa do retorno de Jesus e O estão aguardando com grande expectativa ficam se perguntando sobre o que ocorrerá depois desse espectacular acontecimento. "Será que nos tornaremos anjos?" Questionam alguns: "Viveremos aqui nesta terra?" Outros: "E quanto à ressurreição dos mortos; “Será possível que aconteça, já morreram há tantos anos?” “Ah! E o que fará Deus com Satanás e os seus demónios?". Todas estas questões são pertinentes e merecem uma resposta fundamentada nas Escrituras, mas, para simplificar o nosso estudo, vamos resumi-las na seguinte pergunta: o que acontecerá logo depois que Jesus regressar? Recorramos à Bíblia em busca de uma resposta segura.
Quando esteve fisicamente entre nós, por ocasião do Seu primeiro advento, nosso Senhor Jesus Cristo fez menção a 2 ressurreições: "Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a Sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo." João 5:28 e 29. E o livro de Apocalipse, no seu vigésimo capítulo, explica que essas ressurreições estão separadas por um período de mil (I.000) anos. Assim, a ressurreição da vida terá lugar no início do milénio e a ressurreição do juízo, também denominada de ressurreição da condenação, ocorrerá no final daquele período. Vejamos as evidências bíblicas para tais conclusões.

PRIMEIRA RESSURREIÇÃO.
Em Apocalipse 20:6 encontramos a seguinte declaração: "Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com Ele os mil anos.". Dessa passagem fica evidente a ideia de que serão os justos que tomarão parte na primeira ressurreição, pois é dito que quem dela participa é bem-aventurado e santo; também é dito que eles reinarão com Cristo os 1.000 anos, o que indica que a ressurreição dos fiéis terá lugar no começo do período milenar. Essa ressurreição ocorrerá por ocasião do segundo advento do Salvador, senão, vejamos os seguintes esclarecimentos do apóstolo Paulo: "Porquanto o Senhor mesmo, dada a Sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor." I Tessalonicenses 4:16 e 17. Nessa passagem, além de explicar o que se dará com os justos mortos, Paulo também projeta certa luz sobre a situação dos justos vivos. Os fiéis adormecidos ressuscitarão e os que já estiverem vivos formarão um só grupo com os ressurrectos e ascenderão nas nuvens para o encontro do Senhor nos ares. Porém, antes que possam ser conduzidos pelos anjos para perto do Salvador, os justos vivos serão transformados: "Eis que vos digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade." I Coríntios 15:51-53. Todas as doenças e deficiências físicas serão removidas. Que maravilha! É o presente de Deus para todos aqueles que, mesmo sofrendo das mais terríveis moléstias, guardaram a fé e não perderam a esperança. Oh, incomensurável amor! Não há palavras para descrevê-lo!

SEGUNDA RESSURREIÇÃO.
"Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos." Apocalipse 20:5. Quem são esses "restantes dos mortos"? Visto que os justos adormecidos foram despertados pelo soar da trombeta de Deus na segunda vinda de Cristo, os "restantes dos mortos" só poderiam ser os ímpios, ou seja, aqueles que se mantiveram rebeldes a Deus e ao Seu Evangelho. Esses só despertarão no final do milénio; não para receberem a vida eterna, mas para serem destruídos. Essa é a segunda ressurreição, denominada de "ressurreição do juízo".

Mas, e o que dizer dos ímpios que estiverem vivos quando Jesus voltar? O que lhes sucederá? A Bíblia responde com precisão: serão destruídos pelo resplendor da glória de Cristo. Veja o que diz
Jeremias 25:30-33: "Tu, pois lhes profetizarás todas estas palavras, e lhes dirás: O Senhor lá do alto rugirá e da Sua santa morada fará ouvir a Sua voz; rugirá fortemente contra a Sua malhada, com brados contra todos os moradores da terra, como o eia! dos que pisam as uvas. Chegará o estrondo até a extremidade da terra, porque o Senhor tem contenda com as nações, entrará em juízo contra toda carne; os perversos entregará à espada, diz o Senhor. Assim diz o Senhor dos Exércitos: Eis que o mal passa de nação para nação, e grande tormenta se levanta dos confins da terra. Os que o Senhor entregar à morte naquele dia, se estenderão de uma a outra extremidade da terra; não serão pranteados, nem recolhidos, nem sepultados; serão como esterco sobre a face da terra.". Essa mesma realidade é retratada em II Tessalonicenses 1:7 e 8 e 2:8: "E a vós outros que sois atribulados, alívio juntamente connosco, quando do céu Se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do Seu poder, em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus." "Então será de fato revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de Sua boca, e o destruirá, pela manifestação da Sua vinda.".

QUATRO GRUPOS EXISTENTES NA VOLTA DE JESUS.
A partir daquilo que já foi exposto, o prezado leitor poderá muito bem visualizar 4 grupos distintos de pessoas: os justos mortos, os justos vivos, os ímpios mortos e os ímpios vivos. Façamos um resumo para que fique bem claro o que se dará com cada um desses grupos por ocasião do retorno de Jesus:

SITUAÇÃO DA TERRA E DE SATANÁS NOS 1.000 ANOS.
Visto que os justos serão levados para o Céu e os ímpios estarão mortos, torna-se evidente que a terra ficará vazia durante o milénio. Esse quadro é pintado no Apocalipse através da prisão de Satanás no abismo. Leiamos juntos a descrição do vidente de Patmos: "Então vi descer do Céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente. Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos; lançou-o no abismo, fechou-o, e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disto é necessário que seja solto pouco tempo." Apocalipse 20:1-3. Logicamente, essa prisão de Satanás é simbólica, pois ninguém deve imaginar o diabo sendo literalmente acorrentado e preso num grande buraco. Mas, como será essa prisão? Será uma prisão circunstancial; como Satanás não terá ninguém para atormentar ou tentar, pois a terra estará vazia, ele se sentirá como se estivesse preso. Permanecerá vagueando de um lado para outro, sem nada para fazer, somente pensando nos terríveis resultados que sua rebelião trouxe para a humanidade; e assim ele ficará durante 1.000 anos. Mas, por que a Bíblia diz que Satanás será lançado num abismo? No que consiste esse abismo? O abismo, no qual o diabo ficará confinado, é a própria terra, porém totalmente desolada. Veja bem como o profeta Jeremias descreve o estado da terra após o retorno de Cristo: "Olhei para a terra, e ei-la sem forma e vazia; para os céus, e não tinham luz. Olhei para os montes, e eis que tremiam, e todos os outeiros estremeciam. Olhei, e eis que não havia homem nenhum, e todas as aves dos céus haviam fugido. Olhei ainda, e eis que a terra fértil era um deserto, e todas as suas cidades estavam derribadas diante do Senhor, diante do furor da Sua ira. Pois assim diz o Senhor: Toda a terra será assolada; porém não a consumirei de todo." Jeremias 4:23-27. "Sem forma e vazia", diz o profeta. Assim estará a terra. Interessante é que as mesmas palavras são encontradas em Génesis 1:2 e, nesse caso, associadas ao termo "abismo": "A terra, porém, era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre as águas.". Antes do Criador começar a Sua obra sobre a terra, diz-nos o Génesis que ela era "sem forma e vazia", estava envolta em trevas e a chama de "abismo". Assim, depois do regresso de Jesus, a terra voltará ao estado caótico que possuía antes da obra da semana original. Em síntese, o abismo que servirá de prisão para Satanás será este próprio mundo totalmente desolado e desabitado.

OCUPAÇÃO DOS SALVOS DURANTE OS MIL ANOS.
O que farão os salvos durante os 1.000 anos? Apocalipse 20:4 responde a essa pergunta: "Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as "almas" dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tão pouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos." Quanto a este texto, cabem 2 observações:
1º) O vocábulo grego "psikhàs", traduzido como "almas", possui a conotação de "seres vivos", "pessoas"; portanto, na leitura da presente passagem, não se deveriam imaginar espíritos desencarnados, pois tal concepção é estranha às Escrituras, mas, sim, justos ressurrectos;

2º) Embora sejam mencionados 2 grupos em especial como recebendo o encargo de julgar, deve ficar claro que todos os salvos participarão dessa obra de julgamento. Vejamos o que diz Paulo em I Coríntios 6:2 e 3: "Ou não sabeis que os santos hão-de julgar o mundo? Ora, se o mundo deverá ser julgado por vós, sois acaso indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis que haveremos de julgar os próprios anjos (no caso, os anjos caídos); quanto mais as coisas desta vida?". Portanto, durante os 1.000 anos, Jesus e os salvos hão de julgar Satanás, os demónios e os ímpios; não para se determinar se eles vão se salvar ou se perder. De forma alguma; os que tiverem suas vidas examinadas por esse juízo milenar já estarão perdidos. Tal julgamento terá como objetivo fixar a exata punição de cada um dos não-salvos, pois a duração do sofrimento e sua própria intensidade hão-de variar segundo a quantidade de conhecimento da verdade que o indivíduo possuía e segundo a quantidade de pecados que praticou (ver Lucas 12:47 e 48 e Jeremias 17:10), e esclarecer para os salvos porque os ditos ímpios não se salvaram. Esse julgamento servirá para reivindicar a justiça de Deus e garantirá a estabilidade eterna da criação.

RESUMO :
ACONTECIMENTOS APÓS OS 1.000 ANOS.
Findando os 1.000 anos, Jesus e os salvos voltarão à terra e descerão sobre o monte das Oliveiras. Ver Zacarias 14:4 e 5. Nesse momento, o Olivete se fenderá em 2 partes, formando-se assim um grande vale. Então descerá também a grande capital do novo reino, a cidade santa, a Nova Jerusalém: "Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo." Apocalipse 21:2. Ver também os versos 9-11. Ela repousará exatamente sobre o vale formado pela divisão do monte da Oliveiras.

Com o término dos 1.000 anos, ocorrerá a segunda ressurreição, da qual participarão todos os ímpios que já existiram sobre a terra. Com esse acontecimento, Satanás será liberto de sua prisão, pois terá a quem tentar. Assim se expressou o Revelador: "Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto de sua prisão, e sairá a seduzir as nações que há nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-los para a peleja. O número desses é como a areia do mar." Apocalipse 20:7 e 8. Pense bem nisso, prezado leitor, todos os pecadores impenitentes da história terrestre reunidos. Um poderoso exército, o maior já reunido sobre a face da terra, sob a liderança do mais terrível de todos os generais, o arqui-inimigo de Deus, o iniciador da rebelião. Procure imaginar! Ali estarão os grandes reis e imperadores do passado que, desfrutando de seu poder, preferiram mais a glória do mundo do que a glória de Deus. Os maiores guerreiros da História ali estarão para emprestar suas habilidades ao senhor das potestades do mal. Hitler, por exemplo, um dos piores homens que o mundo já conheceu, ali se encontrará para auxiliar seu mestre nesse último projeto satânico: tomar a santa cidade de Deus. É isso mesmo! Ele tentará tomar de assalto a cidade eterna. Vejamos a descrição que João faz dessa derradeira batalha: "Marcharam então pela superfície da terra e sitiaram o acampamento dos santos e a cidade querida." Apocalipse 20:9, primeira parte. Mas, nesse momento, Jesus Se assentará em Seu grandioso trono branco e fará chover fogo e enxofre sobre as hostes congregadas dos ímpios. Eis as palavras do apóstolo amado: "Desceu, porém, fogo do céu e os consumiu." Verso 9, última parte. O apóstolo Pedro descreve a mesma realidade com as seguintes palavras: "Virá, entretanto, como ladrão, o dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas. Visto que todas essas coisas hão-de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do dia de Deus, por causa do qual os céus incendiados serão desfeitos e os elementos abrasados se derreterão." II Pedro 3:10-12. O fogo e o enxofre procedentes do céu, destinados a destruir os ímpios, transformarão a terra numa verdadeira bola chamejante; tal fogo purificará a terra de toda marca e contaminação do pecado e então Jesus criará uma nova atmosfera, uma nova vegetação, novos rios e novos animais. Leiamos juntos o que diz Apocalipse 21:1: "Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.". Vejamos também o que diz Simão Pedro sobre o assunto: "Nós, porém, segundo a Sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça." II Pedro 3:13. Aí está a mais pura verdade! Depois de exterminar pecado e pecadores do Universo, Deus fará para nós um novo céu e uma nova terra! Não haverá mais um terrível inimigo a nos assediar! Todo o pecado terá ficado para trás! Deixemos que o bondoso vidente de Patmos nos descreva, com suas próprias palavras, como será esse lar edénico: "E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram." Apocalipse 21:4.

Quão lindo será! Teremos Jesus ao nosso lado! Não haverá mais doenças, como o câncer ou a AIDS para afligir os filhos de Deus; nem mesmo uma simples gripe tirará o brilho daquele lar eternal. As flores e as folhas não mais murcharão, pois nesse novo mundo de Deus, a morte não existirá. Pense bem, querido leitor, um mundo sem poluição, sem violência, sem fome, sem discriminação, enfim, perfeito. Leiamos as palavras do profeta Isaías sobre essa nova terra: "O lobo e o cordeiro pastarão juntos, e o leão comerá palha como boi; pó será a comida da serpente. Não farão mal nem dano algum em todo o Meu santo monte, diz o Senhor." Isaías 65:25. É maravilhoso demais, não acha?!? E mais! A própria cidade santa, a capital do Universo, estará aqui! Deus fará deste planeta a Sua morada. "Mas, por quê?", indagarão alguns estupefactos. Porque um dia, o Filho de Deus, o Soberano do Universo, o Senhor dos céus e da terra, Se fez homem e Se tornou um de nós. Jesus é nosso! E nosso será para toda eternidade. Prezado irmão, Deus tem tudo isso e muito mais preparado para cada um de nós. Agora mesmo, Ele está dirigindo um convite ao seu coração. Por que não se entregar aos incomparáveis encantos de Cristo? Saiba, Ele morreu por você e está esperando sua aceitação! Aceite-o hoje mesmo como o seu Salvador pessoal e comungue conosco da bem-aventurada esperança do crente, o breve regresso do Senhor! Que o Espírito Santo possa tocar em seu coração, ajudando-o a tomar a mais importante decisão de toda a sua vida! Que Deus o abençoe! Amém!

2 comentários:

  1. no momento em que a terra estiver sem forma e vazia satanas estara aqui junto com os impios desincorporados afirmando que depois dos mil anos ele os ressucitara querendo estabelecer o seu reino como deus deles.e prometerá a eles a posse da jerusalém que descera dos céus,porque nao teria sentido satanás enganar pessoas que acabam de ressucitar inconcientes,sem saber o que se passa e ja serem reunidos para a batalha.vc nao acha?

    ResponderEliminar
  2. Sim Thiago e Juliana. Eu creio que quando Jesus voltar pela terceira vez ressuscitará os ímpios que estiveram mortos durante o milénio. Satanás irã então com os seus demónios, como sempre fez, enganar os impios ressuscitados dizendo que foi ele que os ressuscitou e eles podem agora ter uma vitória sobre a santa cidade, a Nova Jerusalém. Quando se aprontam para atacar chove fogo e enxofre do céu e consumirá a raíz e os ramos (satanás, demónios e seguidores) e purificará simultaneamente a terra. Esta então será a morada dos justos e cumpre-se Mat. 5:5 "Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra."
    Abraço e a paz de Deus.

    ResponderEliminar